Infância

Tempo de leitura: 1 minuto

alt="infância"

Autopercepção na infância e Orientações Específicas

  A percepção de saúde e de doença – conforme a capacidade cognitiva da criança. (cultura, condição socioeconômica e condição de saúde geral.

Mediador (pai ou mãe) -A criança passa a construir sua imagem diante do espelho. Essa mediação é fundamental  para a formação da consciência da criança sobre o seu corpo, e por isso a importância do papel educativo dos pais. A valorização dos dentes pela  criança deve ser incentivada nesse período para se tornar um adulto saudável.

Na infância, a cárie dentária é o agravo bucal mais comum. Ela afeta de 60 a 90% das crianças em idade escolar. No Brasil a cárie acomete 27% das crianças entre 18 e 36 meses de idade, sendo que esse percentual chega a 59,4% aos 5 anos de idade.

Entre as crianças de 12 anos, 70% já possuem pelo menos um dente permanente cariado.

  cárie1

Crianças de 2 a 9 anos

     Trabalho multiprofissional(médicos, enfermeiros)-  exame de rotina do o exame da cavidade bucal. Presença de lesões nos dentes ou nos tecidos moles bucais –  encaminhamento formal para o serviço odontológico.

Escovação dentária

  • Responsabilidade dos pais ou responsáveis. A medida que a criança cresce e desenvolve sua motricidade, deve ser estimulada a realizá-la de forma autônoma (mas sob supervisão)Importante:
    • pequena quantidade de dentifrício (ingestão)
    • Introduzir o uso do fio dental;
    • Evitar a frequência e ingestão excessiva de alimentos açucarados e aderentes;
    • e atentar para a erupção dos primeiros molares permanentes e sua adequada higiene.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *